livraria on-line

bibliographias@gmail.com / 934476529

.

.

22 de outubro de 2014

Augusto da Costa ― Portugal, Vasto Império (um inquérito nacional)

Lisboa: Imprensa Nacional, 1934. In-4º  de 166, [2] págs. Br.

Preparado no desejo de sublinhar Portugal “um grande império colonial, e o mais antigo de todos êles”, para o afirmar capaz “de manter no mundo a situação de terceira potência colonial” e invectivar na propaganda da sua defesa os intelectuais portugueses, a quem caberia “o dever sagrado de levantar as fôrças morais do País, acordando a consciência nacional”, o inquérito contou com a colaboração de, entre outros, Afonso Lopes Vieira (de quem aproveitou o título), Fernando Pessoa (com uma primeira resposta extensíssima, a mais longa do volume, naquela típica prosa enrolada do crítico, e defendendo genericamente, como de costume, a ideia do sebastianismo e de um «Quinto Império» português), Bento Carqueja, Sousa Costa, Marcelo Caetano (na altura, muito novo ainda, mas sendo-lhe já augurado pelo autor um promissor futuro), João Ameal, Paiva Couceiro, Fidelino de Figueiredo (talvez o nome a mais destoar num elenco francamente virado à direita) e Alberto de Monsaraz.

Exemplar em bom estado geral, tendo o papel bem conservado, só pontuado por alguns vestígios de acidez; mas em prejuízo pela falta da frente da capa, suprimida na encadernação.

25€