livraria on-line

bibliographias@gmail.com / 934476529

.

.

16 de janeiro de 2015

Viana Moog — Eça de Queiroz e o Século XIX

1938, Edição da Livraria do Globo (Barcellos, Bertaso & Cia. – Pôrto Alegre). In-8º de 356 págs. Enc.

Começava o escritor brasileiro o prefácio deste seu terceiro livro escrevendo que “As biografias constituem, desde Plutarco, a grande paixão das épocas em que determinado tipo de civilização está prestes a corromper-se. Nos tempos que correm, chega-se a ter a impressão de que os escritores, pressentindo que a decadência é fatal e talvez irremediável, já não se preocupam com outra coisa que não seja fazer o inventário dos grandes nomes de uma cultura em pleno naufrágio. Dir-se-ia não haver tempo para mais nada”, considerando Eça um daqueles fantasmas que “Resistem sobranceiros a tôdas as investidas, como se os anos nada tivessem podido contra sua atualidade e sedução. Para nos libertarmos dêles só há um caminho a seguir: escrever-lhes a biografia”, e garantindo com graça que nesta, para o caso de mais não ter conseguido, anexou “prudentemente uma boa cópia de fotografias (...) isto agrada o leitor, aproveita ao editor e a mim não me prejudica”.
Edição original, a que muitas se seguiram,  de um dos títulos fundamentais da  bibliografia queirosiana, pertencendo este exemplar à série - mais valiosa - encadernada pelo editor em tela.
 
24€