livraria on-line

bibliographias@gmail.com / 934476529

.

.

21 de março de 2018

José Régio e a Arte Popular

Câmara Municipal de Portalegre / Câmara Municipal de Vila do Conde. (2001). In-4º gr. q/quadrado de 200, [6] págs. Enc. 


“Quem visitar a casa Museu do Poeta José Régio, em Portalegre, não pode ficar indiferente perante o notável acervo que o grande Poeta ali reuniu ao longo de décadas. Pela quantidade, pela diversidade e pela qualidade das peças ali patentes. José Régio foi um coleccionador persistente, percorrendo toda esta região, onde foi adquirida a grande maioria das antiguidades. E, dentre estas, merece um lugar destacada [sic] aquilo que podemos designar por Arte Popular. Desde os singelos objectos saídos das mãos dos pastores, até à cerâmica tradicional, os almofarizes, a imaginária religiosa, as rendas, José Régio compôs uma verdadeira antologia da Arte Popular Portuguesa do Norte Alentejano”.

Com design gráfico e fotografia de Augusto Rainho, o álbum, impresso sobre papel couché, teve tiragem de 1500 exemplares. Além de reproduzir as dezenas de peças e também o inventário delas manuscrito pelo próprio Régio, apresenta deste alguns retratos e, no final, vários dos artigos e textos diversos que compôs sobre antiguidades e arte popular e a vocação de coleccionador – em grande parte, dizendo directamente respeito ao distrito de Portalegre e ao Alto Alentejo no geral.
 
Exemplar por estrear.
 
25€